Entrevista com Sadonanda: "O yogi é quem sabe velejar no meio da tempestade"

O que o yoga nos traz em tempos de crise? O que devemos procurar em sua prática quando tudo está convulsionado ao nosso redor? A essas e outras perguntas respondem um dos professores mais amados da Catalunha: Sad'nanda.

Desde jovem, ele era atraído pela vida espiritual, e no yoga ele encontrou a maneira que procurava. Mais tarde, ele treinou como professor de yoga e mergulhou nos métodos mais importantes. Por exemplo, ele treinou em Ashtanga com B. N. S. Iyengar i Seshadri em Mysore. Ele finalmente conheceu seu Mestre Dr. K. P. Kumar (Índia), de quem aprendeu os aspectos mais profundos da sabedoria do yoga e foi nomeado Sadananda (sempre feliz).

Fundador do Yoga Mandir e promotor do Satyam-yoga, ele se dedica ao ensino e disseminação do yoga há 30 anos. Ele ministra seminários em diferentes cidades espanholas e viaja para a Índia regularmente com grupos de estudantes onde os ensina a conhecer e perceber a contribuição espiritual dos lugares mais sagrados.

Qual é a essência do yoga para você, como você passaria para um profano no assunto?
Yoga é a ciência que nos leva a evoluir como seres humanos. Nos ensina a nos conhecer, a saber diferenciar o que somos do que temos. Através desse conhecimento de quem somos, nos conectamos com nosso potencial e, consequentemente, aprendemos a levar e gerenciar nossas vidas, aceitando nossa realidade, entendendo por que certas coisas acontecem conosco e aprendendo a viver o presente, aproveitando cada momento.

O que você acha que as pessoas começam no yoga deve procurar?
Yoga é para aqueles que buscam um equilíbrio em suas vidas, física, emocionalmente, mentalmente e até espiritualmente. É, portanto, para aqueles que querem melhorar como ser humano, para aqueles que querem se sentir bem consigo mesmo e encontrar sentido em sua vida.

O que o yoga que não oferece outros sistemas de harmonização corpo-mente fornece?
O Yoga traz para ir além do corpo e da mente, ele nos ensina a alcançar o plano intuitivo e a se conectar com nosso verdadeiro Eu. Neste ponto há uma importante transformação no praticante que se materializa na capacidade de saber como atuar em seu cotidiano.

Acontece também que nessa transformação eles limpam "cristalizações" no plano mental, bloqueios emocionais e até melhoram algumas doenças do corpo físico. Com os quais experimentamos mudanças de hábitos e costumes naturalmente, sem imposição. Yoga não é restritivo, mas através da prática certas modificações são dadas em nossa vida, de acordo com nosso nível de experimentação.

Com que atitude vive atualmente o yoga?
O yoga deve ser vivido a partir da sinceridade, humildade, honestidade, coerência, constância, determinação, com a mente aberta, do coração e com uma clara vocação de serviço. E com paciência; isso é muito importante, já que tudo tem seu tempo de germinação. Seja nosso processo evolutivo, um projeto ou uma ideia, se os interrompermos através de nossa demanda por resultados, impedimos que esse processo chegue à sua floração.

Nestes tempos difíceis, o que você acha que o yoga pode trazer?
Serenidade, equanimidade, saber reagir e visão profunda. A partir da conexão com o nosso Ser, a realidade que nos envolve é percebida de uma perspectiva mais ampla, permitindo que o praticante não caia na negatividade, pessimismo ou na visão limitada das coisas. Se as circunstâncias nos superarem, dificilmente podemos agir ou reagir. Mas se permanecermos em equilíbrio, agimos de serenidade e isso nos permite ser mais eficazes na resolução de certas adversidades. Digamos que o yogi/yoguini é aquele que sabe velejar no meio da tempestade, e quando soubermos como tomar o leme de nossa vida saberemos como ir na direção certa.

O que você diria para aqueles que pensam que yoga é um exercício puramente físico?
Seria importante para as pessoas que praticam yoga ou querem praticar saber que o yoga não se limita a uma prática de postura física. Na realidade, o yoga é uma ciência espiritual, que nos leva ao equilíbrio entre matéria e espírito.

A ciência no sentido de que tudo o que o yoga expõe e propõe pode ser alcançado por qualquer um que pratique. Não se trata de ideias ou crenças, mas de conhecimento real e tangível, assim como os vários professores e discípulos que alcançaram o domínio.

E espiritual no sentido de que o yoga nos ensina como nos conectar com nossa alma, transcendendo o ego. A tradução literal da palavra yoga é união, mas essa união deve ser feita equilibrando os dois aspectos que unimos na mesma proporção, esse é o verdadeiro significado da palavra yoga. Se não há equilíbrio entre matéria e espírito, entre a vida interior e exterior, entre personalidade e alma, não há yoga. Quando alcançamos essa "união equilibrada" experimentamos quem realmente somos, experimentamos a verdadeira felicidade, a verdadeira paz e o amor verdadeiro.

A prática regular de meditação, trabalhar com som (mantrams), estudar sabedoria e colocar ensinamentos em prática é essencial para isso.

http://www.yogamandir.cat

Outros artigos sobre , ,
Por • 21 Nov, 2012 • Sección: Entrevista