O início da meditação

A meditação é um estado. É um lugar que deve ser alcançado sem ir a lugar algum. Quando você se senta para meditar você vem de tornar estado e você deve alterará o estado de não - fazer. Esta é a primeira dificuldade e talvez o primeiro desafio: sente-se e permitir que você faça. Escreve Paulo Rego.

Meditação

O ambiente certo é tranquilo, sem TV, sem telefones que soam (nem mesmo o celular no vibrador), sem outros para falar, com baixo nível de estímulos, especialmente, para não tentar a mente e a distração. Se em sua casa você não encontrar um lugar assim, para um pequeno passeio de sal e procurar seu lugar fora do circuito normal de sua vida. O mundo é grande e há sempre um canto para se tornar em silêncio, debaixo de uma árvore e até mesmo dentro de um templo, às vezes, quando não há atividade. É sempre um braço bom investimento um Canto sagrado Em casa para parar um pouco e tornar-se para dentro.

Força de vontade é fundamental. Temos de deixar claro que o que queremos fazer é um trabalho interno e para a saúde geral do nosso ser. É para nossa saúde e nossos Estados internos, é melhorar nossas vidas e nossos relacionamentos. Decidindo a meditar, por isso é muito mais do que isolado, esconder ou fazer a pantomima louca solitária; ES decidir com força ocupar-nos por alguns momentos de nosso mundo interior e deixar de ser a nossa consciência absoluta, aqui e agora.

Uma vez que conseguimos encontrar um lugar no mundo para meditar, olhamos para uma postura confortável sentar-se por algum tempo ainda e relaxado. É importante estar confortável (de preferência com as costas retas), consciente e sentado durante todo o tempo de meditação. Se custa-nos estar sentado com as costas retas, podemos adotar uma posição que nós relaxamos, em uma cadeira, sentada no chão com as costas apoiada, em um travesseiro ou algo sob e mentir até mesmo se nós não vamos ficar dormindo. Lembre-se que a meditação é um estado interno, assim a posição do corpo, no início, pode variar. Em última análise, quando entrar em meditação já tem sido dominado, é possível fazer diferentes atividades nesse estado.

Quando meditamos devemos deixar o universo, como ele foi e será, até mesmo na nossa presença. Quando estamos em mente, nós acreditamos que tudo é porque percebemos, que o mundo existe como concebemos, como tal, mas nas profundezas da nossa consciência, sabemos que tudo foi e será antes e depois da nossa presença na terra.

Deixe o universo em que vivemos

Toda esta concepção do que é ou o que não é só existe em nossas mentes. Portanto, o que buscamos em meditação é transcender os pensamentos, toda a atividade da mente para viver a experiência da consciência pura ou auto- e ser do universo sem tentar compreender, sem pensar, sem agir de forma que uma ou outra, deixa o universo vivemos ou manifestar-se através de nós.

Meditação é o significado do estado ordinário de consciência, do estado em que são constantemente julgando, projetando, recordando, cálculo, jogando. Deixe que os pensamentos são dissolvidos, diminuir, que a mente é um estado de dormência onde cada pensamento que aparece é apenas o reflexo da mente e sua natureza, tais como uma nuvem no céu claro que perdemos enquanto observamos com toda nossa percepção que o grande céu que está por trás.

Se no início são muitas nuvens ou o céu está completamente nublado, sabendo que volta é a grande cúpula azul, devem dar-nos força para continuar assistindo e esperar para aparecer no meio das nuvens, espaço, silêncio e, pouco a pouco , como sempre acontece, as nuvens se dissipar, os pensamentos irão diminuir até tornar-se poucas e pequenas.

Este processo é realizado apenas numa calma, respiração suave e naturalmente, sem forçar até que, a respiração, com a única intenção de tornar-se observadores passivos da existência, com confiança e vontade colocou o saudável do processo, no fascinante viagem, no prazer do enquanto nós silêncio e quietude, na grande aprendizagem é que todas as atividades de nossa mente, ideias, preconceitos, julgamentos, etc., tornam-se relativo e nós pode transcendê-los para Conecte com nossa essência pura e verdadeira: o estado em que viemos ao mundo, um estado que vive em nós e pode ser encontrado para trás a informação acumulada.

O início da meditação é uma atitude, permitem-nos ir a esse Estado, versão sem medo de preconceitos e imagens que temos de nós mesmos e do mundo para ser sem mais ou mais, sem egos, sem gols, sem querer alcançar nada e conscientemente observar isto.

Paul Rego. Professor de yoga. Masajista integral-Terapeuta. Diploma em Ayurveda saúde

Mais informações: http://yogasinfronteras.blogspot.com

Outros artigos sobre
Por • 23 de novembro de 2015 • seção: Assinaturas