Ayurveda: as respostas para todas as suas dúvidas

Sabe por que às vezes se sente vigorosa, às vezes quieta e outra "baixa"? Raju Gohel, especialista em terapia ayurvédica, explica isso a partir da abordagem Ayurveda. Este especialista passará alguns dias em Madrid, onde você poderá consultá-lo gratuitamente ou participar de um workshop sobre massagem que começará você no conhecimento desta antiga tradição. Escreva Isabel Ward.

O que é Ayurveda?

A palavra Ayurveda vem do sânscrito Ayur (vida) e Veda (ciência ou conhecimento). Em suma, é o equilíbrio interno e externo, o conhecimento da vida através do corpo, natureza e experiência.

En sí mismo, Ayurveda es una forma de vida; el alimento orgánico y afectivo, el descanso, el agua, la tierra, la respiración. Um caminho de aprendizado para ouvir o próprio corpo e através dessa conexão ativar o sistema de cura. O que fazemos profissionais é entender a sintomatologia e aplicar as técnicas necessárias para que esse processo de escuta e cura ocorra.

Ayurveda é olhar para o sintoma com os olhos do amor, pois finalmente há aceitação e compreensão.

Como Ayurveda produz esse equilíbrio interno e externo, esse conhecimento da vida com o corpo que você acabou de mencionar?

A primeira coisa a entender é que em Ayurveda o mundo é dividido em três doshas ou energias vitais. Observando uma pessoa podemos saber qual energia vital predomina mais nela: ar, fogo, água, terra. De acordo com a tendência, três doshas são classificadas: Vata, Pita, Kapha.

Todas essas energias estão presentes no corpo, mas duas delas são predominantes. Quando há desequilíbrio nessas energias ocorre maior ou menos alteração energética fazendo com que os estados de energia, harmonia ou inércia flutuem mais intensamente no nosso dia a dia. Se esses estados alterados forem mantidos, a doença ocorre.

Ayurveda nos ajuda a prevenir, não é?

Ayurveda é a ciência da vida, e nesse sentido abrange todos os aspectos básicos da vida humana: comida, sono, meio ambiente...

Hoje vivemos em uma sociedade muito exigente e embora cada vez mais pessoas estejam optando por alimentação saudável e exercícios físicos, demandas com nossas obrigações continuam sendo uma das principais causas de nossa desordem energética.

Como Ayurveda pode nos ajudar nesse nível?

Esta é uma das principais razões pelas quais me especializei em massagem ayurvédica. Ao longo da minha experiência verifiquei seus benefícios e estes são incalculáveis.

A massagem ayurvédica funciona em três níveis: físico, emocional e energético. O terapeuta se conecta com o paciente, energeticamente e fisicamente, para restaurar seu equilíbrio. A pessoa sai relaxada, mais equilibrada, liberada. A massagem ayurvédica ativa as defesas naturais do corpo, ativando processos de cura através da circulação sanguínea.

Ao trabalhar energeticamente, a massagem ayurvédica restaura a harmonia e o equilíbrio no corpo energético do paciente. Ajuda você a se curar ajudando a eliminar naturalmente o que não funciona em seu corpo. Ativa a regeneração celular e seu renascimento.

E no nível de cura física, mental e emocional?

Massagem ayurvédica pode curar doenças. Funciona em um nível físico, mas também em níveis mais sutis, como no nível da consciência. A massagem ayurvédica nos ajuda a estar cientes de nossa vida e de nós mesmos para avançarmos em direção a uma vida melhor.

A massagem Shirochampi é a massagem que aprenderemos a dar na cabeça. De acordo com a Ayurveda, um dos portões de Prana, o centro da consciência, está localizado na cabeça. A aplicação da massagem na cabeça produz alívio ao cérebro, afetando diretamente o sistema nervoso central e causando efeitos e benefícios que se espalham pelo corpo. Permite que você sinta todo o corpo. É uma massagem energética, com pressão, diferentes técnicas que relaxam e diminuem a velocidade dos pensamentos, convidando a pessoa a se conectar consigo mesmo, a sentir, a renascer.

A massagem Abiangam é a massagem em todo o corpo, uma porta para autoconsciência para o paciente, uma porta para a cura.

  • Aumenta o fluxo sanguíneo.
  • Promove a nutrição tecidual e a oxigenação através da circulação arterial. Aumenta o fluxo linfático da área massageada.
  • Facilita a eliminação de toxinas acumuladas e a redução do edema, além de estimular o sistema imunológico.
  • Diminui a inflamação dos tecidos, aliviando a dor, reduzindo a sobrecarga nos ossos e articulações.
  • Reduz a atividade do sistema simpático: reduz a pressão arterial, o estresse, a ansiedade. Promove a respiração profunda.
  • Estimula o sistema parassimpático: facilitar o repouso corporal, o relaxamento e o sono. Ajuda a liberar emoções, desbloquear energicamente a área afetada e ajudar o paciente a se libertar.

E é adequado para todos?

Para todos os tipos de pessoas. Deve ser evitado em caso de febre, queimaduras e câncer avançado. Durante a gravidez deve ser feito de forma diferente e cuidadosa. Sempre nos devemos às necessidades do paciente e às suas fraquezas.

Você o incluiria como parte de um estilo de vida saudável?

Sim. Faz parte da minha vida e já faz parte da vida de milhares de pessoas. Esperamos que com o tempo sirva de forma para muito mais pessoas, que a família cresça para voltar à autoconstrução, ao retorno a nós mesmos, com o corpo, experiência, mãos e coração.

Quantas vezes você recomenda isso?

A massagem, no Oriente, faz parte do cotidiano das pessoas e esperamos que pouco a pouco o Ocidente esteja mais aberto a essas antigas técnicas de auto-acomodação. Na Índia, Shirochampi (massagem na cabeça) é muitas vezes uma tradição familiar em fornecê-lo uns aos outros, todos os dias, antes de dormir.

Abiangam uma vez por semana seria suficiente para tratamento intenso. Três sessões desta massagem mostrarão grandes mudanças na vida do paciente.

O que os sábios antigos disseram sobre Ayurveda?

Eles disseram que era um modo de vida, que foi integrado com a natureza e manifestado através de uma vida simples, próxima da parte humana, ao coração humano, que é o coração da Terra.

Isabel Ward, o autor desta entrevista, é um professor de yoga e fundador do Yoga Anandamaya.

Ayurveda com Raju Gohel em Madri

–Sessões individuais com Raju

Se você quiser e precisar de orientação sobre alguns sintomas do corpo, mente ou espírito, você pode ter uma sessão individual com Raju.

Dias possíveis: Quarta-feira, 17 de junho ou quinta-feira, 18 de junho

Custo: Doação voluntária

–Dia de Portas Abertas

Na sexta-feira, 19 de junho, há uma reunião às 18h.

Custo: Livre

–Curso de massagem ayurvédica

Um curso para te abrir ao conhecimento de massagem ayurvédica. Através dele você começará em um caminho de tradição antiga.

Sábado, 20 de junho, das 10h às 20h.

Contribuição: 120o

Saiba mais; info@retiroanandaya.com

www.retiroanandamaya.com

Outros artigos sobre , ,
Por • 4 Jun, 2015 • Sección: Ayurveda, Deus o abençoe