Nosso mundo mais próximo: a mente

Nosso mundo mais próximo é a mente. Nosso cenário é a mente. Todos nascidos na mesma, na mesma experimentamos, é onde moramos. Nossa mente é percebida, o conhecido, que interpreta. Calle Ramiro escreve.

a mente

É necessário visar a mente e trabalhar nele, porque é onde todos os fenômenos, e porque é de onde se vive., captura, percebida, está relacionada.

Buda disse que "a mente é o mundo". Todos os Estados ligados à mente. A mente é o espaço de luz e sombra, onde todos nós são atolados.

Não tem uma mente clara para discernir corretamente. A mente é condicionada e nos impede de ser nós mesmos e se conectar com a nossa realidade profunda. Nós deve transcender a mente condicionada, que é uma gaiola em que estamos presos.

Você tem a mente substância ou falta dela? Mente é legítimo ou não? Confiamos esta mente ou não podemos fazer isso? Precisamos investigar, nos submeter a um rigoroso auto-exame da mama. Minha mente procura acalmar-me, dá-me a capacidade de ver as coisas como elas são, dá-me o correto entendimento ou tem uma mente escurecida, que boicota a minha evolução interna que eu escurecer com tendências de apego, ódio, inveja, ciúme e outra insanidade? É uma mente que forjar boas relações ou que os difíceis e perturbadoras?

No exame de nossa mente tem que ir descobrindo aos poucos, examinando o que a mente nos oferece de positivo e construtivo, mas também seu lado destrutivo e insano. Se vamos para o médico é para nos examinar e nós diagnosticar e, de ser necessário, nos de droga. Cada um deve descobrir, como um médico de sua mente, sua deficiência, para tratar do que significa o equilíbrio e harmonizar.

Neste sentido, todos temos uma mente com deficiência. Mentes doentes enojam empresas e sociedades doentes fazem mentes doentes. Nós somos condicionados máquinas. Não existe liberdade interior, não há nenhuma independência mental. Acredita-se ser livre, mas é a partir de suas condições de apesadumbrantes. Que tipo de liberdade é isso? A mente é uma grande incógnita. Nos engana e confuso. Que viver Hipnose consensual que na realidade isso da real e vivo. Somente quando nós descobrimos que nós psicologicamente são aprisionados por diretrizes, padrões e códigos, podemos começar a tentar sair da gaiola estreita.

Se de verdade nós tímida para a entender nossa escravidão, há uma esperança para a liberdade interior; uma porta abre-se do desespero. Já sabemos que o ponto mais escuro da noite é antes do amanhecer. Há que pôr todos os meios para passagem do ofuscamento à clareza, d(e) a mente condicionada a mente livre e desimpedido. Não preciso mais de doutrinação, mas um trabalho interior apresente-no gosto da liberdade.

Tem que estar se enfraquecendo tendências subjacentes em insalubre e reorganizar tudo da nossa psicologia. Não vai ter qualquer mestre iluminado que fazem este trabalho por nós. Em todas as tradições falam do "segundo nascimento", Isso é no nascimento de uma psicologia muito mais livre, para uma nova forma de ser.

Calle Ramiro

RamiroCalleMais de 50 anos tem sido Calle Ramiro ensinar yoga. Ele começou a ensinar em casa e criou uma academia de correspondência de ioga para toda Espanha e América Latina. Em janeiro de l971 abriu sua Centro de Yoga Shadak, que já se passaram mais de meio milhão de pessoas. Seus 250 trabalhos publicados incluem mais de 50 anos dedicados à ioga e disciplinas relacionadas. Ele fez Yoga a finalidade e o sentido de sua vida, tendo viajado centenas de vezes para a Índia, a pátria do yoga.

Assista o Facebook de Ramiro Calle:
https://www.facebook.com/pages/Ramiro-ACalle/118531418198874

Ser sociável, compartilhar!

Você gostou deste artigo?

Subscreva a nossa RSS para que você não perder nada

Outros artigos sobre
Por • Setembro 28, seção • 2015: Assinaturas, Calle Ramiro