Carmen velha

Aparigraha, sin complicaciones

El último de los yamas es Aparigraha, traducido habitualmente como no poseer o no acumular. Levantar vuelo requiere ligereza. Nuestras vidas, nuestras mentes están sobrecargadas de lo que no precisamos, y lo que no precisamos, pesa. Escribe Carmen Viejo. Aligerar la vida de complicaciones innecesarias, sean materiales o psíquicas, de todo aquello que creemos necesitar […]

Leia mais.

Brahmacharya, o sagrado

Brahma é a forma criativa da divindade e Brahmacharya é o domínio alcançado na força criativa. A quarta Yama é comumente traduzido como celibato ou castidade. O Casto é puro. Fazer uso puro da força criativa, aumentar o processo de transmutative de função sexual, é uma chave de conhecimento disponível somente para [...]

Leia mais.

Asteya, sabendo que tudo é emprestado

Dizem os manuais que o terceiro dos Yamas ou preceitos Yoga nos adverte "não roubar", é dito, não apropriar-se de que não é nosso. E o que é nosso? As leis universais não são os mesmos como social. O nosso é o que nós pode arrebatar alguém ou alguma coisa: apenas [...]

Leia mais.

Silva, a autenticidade do self

Na verdade, nada podemos dizer. Porque contar, é limitada, é interpretado, é reduzido e modifica. Pode ser a única verdade. Satya é a qualidade do ser, transparente, autêntico, que é o mesmo fim da meditação, e, portanto, a prática de yoga. (Consulte a edição anterior: Ahimsa) Gravações antigas de Carmen. Sim ahimsa [...]

Leia mais.

Ahimsa, a harmonia no asana

La sadhana yóguica comienza con Ahimsa, el primero de los Yamas. Empieza con Ahimsa como una condición indispensable que nos va a ir guiando a lo largo del resto de preceptos o actitudes y de los restantes siete pasos que conforman el Raja Yoga (yoga del perfecto control de la mente). Escribe Carmen Viejo. Los […]

Leia mais.

Arcano n º 22: Dvi até Bhujasana, a cara

O tolo é aquele que ainda não deixou inconsciente paraíso; ou aquele que tendo o deixou, depois de fazer a estrada, amadurecer e adquirir sabedoria, retorna para a ingenuidade do princípio, que a bondade inicial, não por ignorância, mas por sabedoria. Novo paraíso consciente. Escreva esta série Carmen Viejo só hoje. Palavra [...]

Leia mais.

Arcano n º 21: Siddhásana, mundo

Este arcano es un mensajero de la madurez espiritual, del huevo que eclosiona mostrando el aura del alma que encerraba y de la que emana el mundo, ocultándose en su apariencia. La espiral va llegando a su realización completa. Escribe esta serie Carmen Viejo. Palabra clave: “Obra Completada” “En aquel momento, la canción de mil […]

Leia mais.

Arcano n º 20: Supta Virasana, julgamento

Es una llamada al resurgir de la auténtica naturaleza inmortal. Un acto de claridad espontánea, que irrumpe sin embargo al final del camino caminado. “¡Despertad!” Es la llamada a la conciencia colectiva. Ya lo decía el maestro cordobés Séneca: “Vivís como si hubierais de vivir para siempre, sin que vuestra fragilidad os despierte”. Escribe esta […]

Leia mais.

Arcano n º 19: Surya Namaskar, o sol

A saudação ao sol é uma oferenda da existência humana para esse ambiente de consciência cósmica que transforma o universo, em uma chamada para o retorno e a fusão. Escreva esta série Carmen Viejo. Palavra-chave: "consciência", "o sol nasce do olho do Purusha, o gigante cósmico; para que quando [...]

Leia mais.

Arcano n º 18: Ardha Chandrasana, a lua

Ser capaz de entrar dentro, ouvindo a voz, observar as emoções, equilíbrio na quietude e ação stop e demandas sociais que embota e distrair do essencial, é a lição neste arcano. Mas para entrar na escuridão e não pode perder, devemos tomar o fio de Ariadne [...]

Leia mais.