Esclarece suas dúvidas: o que é discernimento?

Nesta seção, Javier Ruiz Calderón oferece respostas às nossas perguntas, numa perspectiva da tradição yogue crítica e atualizada. São convidados a escrever para Javier info@yogaenred.com fazendo suas dúvidas ou incertezas.

Antonika Chanel

Pergunta: Qual é a visão?

Resposta: O buddhi é a função "determinante" da mente; Isso é afirmando, negando, decidindo, identificando, distinguindo a mente... Para a capacidade que tem o buddhi (vivich) de distinguir entre duas coisas chama-se «visão» (viveka). Há duas maneiras de discernimento importante na prática de yoga:

1) discernimento entre dharma e adharma, entre o modo certo e o ato inadequado e viver. É o discernimento ético: em qualquer situação são apresentadas várias formas de atuação, e yoga nos oferece uma série de atitudes (sem violência, veracidade, não roubo, austeridade, etc.) recomendadas-se para levar uma vida em harmonia conosco mesmos, com outros, com o universo e com o divino. Prática de Dharma purifica e integra a mente e permite o surgimento da mais elevada forma de discernimento. Portanto, o discernimento ético é o fundamental, a base de toda prática de ioga.

(2) o discernimento entre o Real (Sat) e o irreal (asat), eterno (Nitya) e o transitório (anitya), self (Atman) e não auto (anatman). É o discernimento espiritual, que é cultivado através de estudo, reflexão, meditação e outras práticas. Esta forma de discernimento é que destrói a ignorância (confusão entre o Real e o irreal) e leva à liberação, que é o objetivo do yoga. Por esta razão, é discernimento crítico; Mas não pode ser realizada se não repousa sobre uma base sólida de discernimento ético. O caminho do yoga é um crescimento gradual, como a de um ser vivo e não consigo totalmente dar frutos se estágios iniciais não são têm sido superados com sucesso. Espiritualidade cristã fala de infância, juventude e maturidade espiritual. Em que fase do caminho do yoga somos nós?

Javier Ruiz Calderón (Shankara) Ele tem um doutoramento em filosofia, especializando-se em filosofias e religiões da Índia. Leva quarenta anos estudando e praticando yoga, vedanta e meditação. Ele ensina estas disciplinas, bem como cântico védico, o sânscrito e o hinduísmo e já publicou cinco livros e dezenas de artigos sobre estes temas.

Próximas atividades:

«Estudio de las escrituras del yoga y el vedānta II: Las upaniṣad. Los textos fundamentales». Un sábado intensivo al mes del 6 de octubre de 2018 al 29 de junio de 2019. 80hs ( http://www.ashtanga-yoga-alcobendas.es)

«Historia y filosofía del yoga: de los Vedas al siglo XXI». Cinco sábados por la mañana, del 20 de octubre de 2018 al 15 de junio de 2019. 20h (http://www.ashtangaciudadjardin.es/cursos).

Outros artigos sobre ,
Por • 3 Oct, 2018 • Sección: Javier Ruiz Calderón