A intensidade da sessão de Yoga

Prática é a forma de experiência e do progresso. Naturalmente, com a execução de sessões e a aumentar o foco e consciência, a transformação se torna um praticante. Mas há um fator que contribui para o crescimento em todas as áreas e gradualmente é sair da zona de conforto. Escreve Paulo Rego.

Intensidad_Yoga

Quando começamos a realizar uma atividade, são apresentados uma série de desafios lógicos decorrentes de incorporadas ações que modificar os nossos Estados, nossas experiências e a realidade concreta que fomos aos fatos da nossa nova vida.

Levar para a prática de Yoga é uma forma de perguntar ao nosso ser a possibilidade de viagens novas experiências e sensações. Naturalmente Esta prática está mudando a relação que temos com nosso corpo e gradualmente nos leva a mudar a forma como percebemos e percebemos o ambiente.

Mas há uma dimensão na qual que pode ser apanhado é o Yoga adapt para nosso conforto. Nunca é a força além de nossas possibilidades, a mesmos ou aos outros. Mas é importante ter em mente que o Yoga é uma fonte que pode ser bebida até o infinito e sempre terá um grande pequeno novo desafio que temos de continuar a crescer.

Concentração de poder evoluir na prática

Especialmente nos primeiros meses de prática, depois a fascinação inicial experimentada por descoberta de dimensões tão reconfortante como um relaxamento físico e mental, ou o alívio da dor física, muitas vezes aparece uma espécie de contra-ataque mente que, depois de ter visto por sessões de Yoga, começa a criar novos conceitos, usando novas experiências, levando-à ideia de Quero repetir apenas o que nos fez sentir bem em um começo e evitar qualquer esforço.

Por este motivo, é importante ter em mente que a sessão de Yoga deve ter uma intensidade, poderíamos dizer, maior que zero. Mas isso não significa um esforço impossível ou fora do alcance de quem pratica, mas prefiro a note-se que para progredir, é importante encontrar o limite do esforço, admite, chegar ao concentrar nossa energia e não como um desafio, para ir além, quando for a hora certa.

Não há nenhum progresso sem um mínimo de compromisso, sem se esforçando para transcender a maus hábitos ou o abandono dos passos que Yoga poses de sua grande sabedoria. E muitas vezes é o principal desafio e o grande aprendizado: a reestruturação da atitude que temos para com as tarefas que realizar em busca de nossa saúde física, mental e espiritual.

O ritmo do progresso

Se praticamos na nossa própria temos de levar em conta as sensações do corpo, as emoções durante o treino, o ritmo do coração e da respiração. Se tudo isto é percebido em harmonia, se nunca perdemos o controle, em seguida, um milímetro mais em um trecho, um segundo a mais em uma posição de força será suficiente para progredir. Se o corpo permitir-me talvez excede a exigência de limite, mas se chegarmos ao limite da dor ou agitação, temos de ajustar a intensidade.

Em uma sessão guiada, o instrutor ou professor de Yoga deve ser, também, no caso, uma referência para o equilíbrio. Cada indivíduo tem seu próprio ritmo e tempo, mas tudo bem, conduzida pode sincronizar em algumas vezes e alternativas que permitem que você procure a demanda justa para cada praticante.

Entusiastas de juventude ou falta de consciência de suas limitações, aqueles que têm uma mentalidade de esforços exagerados, que tendem a ser extremista e pouco tolerante com seu próprio corpo (e muitas vezes com o resto do mundo), pode cair tentaram fazer uma prática intensa que pode ir além dos próprios limites, terminando com a lesão e perder o ritmo do progresso harmonioso propuseram pelo Yoga.

"O que é mais difícil, o que você mais precisa praticar"

Quem tiver dificuldade ligada e esforçar-se, deve ser paciente e continuar que a prática com será. Quem geralmente levam tudo à frente e ir muito rapidamente, você deve sucumbir a uma cadência menos intensa, e que será um grande aprendizado.

O estilo de Yoga praticada em uma sessão pode ser mais ou menos exigente, mas isso pode nunca ser demais para quem pratica, o excesso ou defeito. Tanto o guia e que busca desenvolver na prática devem liberar orgulho ou as limitações, ambos para decidir se juntar a um grupo que autorize a sua inclusão.

No caso dos aventureiros que querem avançar a um ritmo acelerado, é preferível dar um momento para refletir essa lesão infeliz. No caso de quem tem dificuldades físicas ou problemas de consistência com as atividades do corpo, é preferível se atrevem a experimentar do que entrega ao medo ou preguiça.

Em todos os casos uma sessão de ioga bem estruturada dará a cada um que você precisa, sempre num clima de tolerância e moderação. Ioga concebido o esforço como mais um elemento para conhecer os limites que serão sempre superados por um clima de bem-estar e alegria e nunca da concorrência ou egoísmo.

Paul Rego. Professor de Yoga. Masajista integral-Terapeuta. Diploma em medicina Ayurveda da Índia.

http://yogasinfronteras.blogspot.com


Ser sociável, compartilhar!

Você gostou deste artigo?

Subscreva a nossa RSS para que você não perder nada

Outros artigos sobre
Por • 2 de agosto de 2016 • seção: Assinaturas