Chakras: os centros de poder

Nós oferecemos alguns fragmentos do livro mais recente de Swami Nishchalananda Saraswati: Uma visão em realidade: os ensinamentos tântricos do Vignana Bhairava Tantra (a compreensão da realidade: os ensinamentos tântricos do Vignana Bhairava Tantra)), Mandala Yoga Ashram, país de Gales (UK). Tradução de Swamini Radhananda Saraswati (Eva Espeita).

Chacras

Um aspecto importante do Tantra, incluindo a Caxemira xivaísmo, é o paradigma dos chakras. A palavra sânscrito chacra significa "roda", "círculo" ou "Vortex". Estes são os centros que simbolizam os padrões específicos de cada indivíduo. Está relacionado com as funções dos órgãos específicos, respostas emocionais e Estados da mente. Os chakras, portanto, abraçam todo o espectro da experiência humana.

Através do Yoga, Tantra u outros sistemas, tendo consciência à base de energia em nosso corpo, o que significa percebe os chakras. Experimentou Estados mais intensos da consciência. Isso implica algumas mudanças enormes na nossa compreensão, percepção e comportamento, que são indicações do indivíduo processo evolucionário.

Os seis chakras superiores são chamados os "seis chacras da coluna vertebral", porque está localizado ao longo da espinha dorsal. A nível físico, eles se relacionam a determinados órgãos, plexos nervosos e glândulas endócrinas. Estas são: Muladhara (região perineal), Swadhisthana área (coccigea) Manipura (área de barriga), Anahata (área do tórax), Vishuddhi (área cervical) e Ajna (Centro do crânio).

Além disso, os quatro chacras "menores", que são não menores em qualquer sentido, mas prefiro há aspectos dos chacras da coluna vertebral que estão associados, seria: Ananda Kanda (associado com o chakra Anahata e atrás do esterno), Lalana chakra (associado com Vishuddhi chakra na altura do palato alto), Brumadhya e Guruchakra (entre as sobrancelhas e entre o centro do crânio e coroa, respectivamente, e ambos associada ao chakra Ajna).

Dois outros centros que são ainda mais sutis do que esses dez chakras, que são conhecidos Bindu e Sahasrara chakra, ambos localizados na parte superior da cabeça.

Muladhara Chakra

Mula (raiz) Adhara (lugar), a raiz centro, representa a base física da nossa existência. É relacionado para garantir nossa sobrevivência através da comida e abrigo.

Quando este trabalha de chakra corretamente sentimos em harmonia com nosso ambiente físico e são capazes de trabalhar com nosso corpo como plataforma para expressar todo o potencial que é projectado a partir deles, outros centros.

Swadhisthana Chrakra

SwA (a nossa) Adhisthana (roxo) representa o nível de energia que são nosso Reino subconsciente com o consciente. Quando este chakra está indo acordar, esses aspectos ocultos de nossa personalidade começam a manifestar é.

É o centro do sentimento de prazer, seja através de sex, comida ou bebida. Quando você está harmonizada somos capazes de viver feliz.

Manipura Chrakra

Mani (joia) Pura (Cidade) é assim chamada porque cada ser humano pode ser comparado com uma cidade com suas múltiplas atividades que
ao mesmo tempo eles podem tomar o lugar. Todo ser humano tem um enorme potencial que pode ser comparado a uma joia brilhante. Este chakra é o poder do ser humano. É o centro da vitalidade e gera a energia que anima cada ação e pensamento.

Quando este chakra está funcionando corretamente, um é capaz de agir eficazmente no mundo com energia abundante e força de vontade.

Anahata Chrakra

Anahata (sem vibração, intacta) representando o centro através do qual o primário do pulso da criação se manifestou-se em cada indivíduo. É o chakra em que descobrimos e expressar profundamente o amor e a compaixão.

É o centro de gravidade em que estão integrados os aspectos físicos e espirituais da nossa existência.

Ananda Kanda

Kanda (raiz) Ananda (felicidade). Representa a graça, amor e devoção individual enquanto o Anahata representa isso, mas vem de uma fonte superior; É uma fusão entre a "subida" ou aspiração do praticante e a "descida" ou experiência transformadora da consciência.

Vishuddhi Chrakra

Vishuddhi (purificação) simboliza o nível de purificação de todas as maneiras possíveis. Entendemos que a qualidade da nossa vida depende de um corpo saudável, harmoniosas emoções e uma mente clara.

Quando a mente fica limpo e calmante, aparece a sensação de amplitude. Isto nos permite comunicar-nos com os outros de forma muito mais eficiente.

A partir deste centro, entendemos que nossa natureza essencial ou espiritual sempre permanece inalterada para qualquer situação externa.

Lalana Chrakra

Leitão (saliva ou néctar neste caso) simboliza a reserva do néctar. Conectado com Vishuddhi, é considerado o assento do amrita (néctar ou energia) que descende de Bindu. Simboliza a felicidade, a paz e a felicidade que aparece quando Visuddhi chakra está ativo.

Aya Chakra

Aya (comando) é de onde podemos receber como intuição em si, o guia de nosso ser essencial. Acorda este centro é acesso à visão, intuição, compreensão, em suma, a consciência.

Aya direciona todos os centros. Em tudo o oposto é integrado em uma visão mais ampla de nós próprios e do universo.

Bhrumadhya

Bhru (sobrancelhas), adhya (Centro), entre as sobrancelhas, é simbolizado por um olho, indicando o elemento de contemplação e compreensão intuitiva.

Guru Chakra

É um aspecto do chakra de Aya. É o centro sutil através do qual o Guru (mestre interno ou externo) se comunica com o discípulo ou
praticante.

Bindu

Bindu (ponto) é o ponto fonte do qual nossa consciência individual está conectado com a consciência Universal.

Não pode ser considerado um chakra. Tem um profundo significado matemáticos, científicos e místicos. A palavra bindu significa também
"separação"; Neste caso, do início de todo o não-dual da existência individual que se manifesta todo o Cosmos. É um reflexo do vácuo quântico.

Bindu pode ser o aspecto manifesto de Sahasrara, a coroa, que continua a ser immanifested.

Sahasrara

Sahasrara (mil) na verdade implica infinito. Refere-se a iluminação e a perfeição. A fonte de toda a revelação, inefável, mais além da descrição qualquer.

Energia no Muladhara chakra na base da coluna é chamada de Kundalini Shakti, Shiva, consciência, mentiras
simbolicamente no Sahasrara. Estes são os dois polos que fazemos: a aparência do material e o aspecto espiritual do nosso ser.

Em suma, a consciência é a base da nossa existência.

Tradução e adaptação: Swamini Radhananda Saraswati (Eva Espeita)

http://www.aushadhiyoga.com/index.html

http://www.mandalayoga.net/

Ser sociável, compartilhar!

Você gostou deste artigo?

Subscreva a nossa RSS para que você não perder nada

Outros artigos sobre , ,
Por • 5 de agosto de 2013 • seção: Prática